Não mate a poesia. Todos os poetas a buscam e ela escolheu pousar em você.

sábado, 16 de agosto de 2014

Camões Contemporâneo

Ler Os Lusíadas, poema épico de Camões, é basilar ao aluno, mas, por outro lado, é um desafio, já que os versos decassílabos, a linguagem arcaica, a métrica regular criam no leitor de hoje um estranhamento. Assim, acredito que orientar os alunos antes da leitura é essencial, do mesmo modo, com vistas a mostrar como o enredo da obra é rico e se oferece ao leitor como enigma a ser decifrado, propus aos alunos que criassem um modo diferente de apresentar os cantos do livro. 
Os versos de Os Lusíadas se transformaram em paródia, em versos brancos e livres, em seminários, preparados com maestria pelos jovens, em cartazes em músicas e em teatro. As fotos são parte do belíssimo trabalho realizado pelos alunos do 1 ano do ensino médio do Colégio Universitário.







Nenhum comentário:

Postar um comentário